Desenvolve SP - 18/08/2021

Desenvolve SP tem linhas de crédito para modernização de emissoras de rádios e TVs

Parceria com AESP vai permitir taxas de juros inéditas pelo Desenvolve SP – Banco do Empreendedor

O Governo de São Paulo, em parceria com a Associação das Emissoras de Rádio e Televisão do Estado de São Paulo (AESP), lançou na terça-feira (17) a nova fase das linhas de crédito para modernização de emissoras de rádios e TVs, com juros menores e maior tempo para pagamento. A iniciativa possibilitará a adaptação do setor com investimento em digitalização, convergência, eficiência energética, sustentabilidade e novas possibilidades de transmissão pelas emissoras.

“O Governador João Doria autorizou este programa pois entende que o segmento do rádio e da TV se tornou ainda mais fundamental em tempos de pandemia, em que a informação correta e em tempo real é urgente. Nosso dever como Governo do Estado é apoiar o desenvolvimento deste setor nesta fase de retomada econômica, colaborando não só para a sua modernização, mas também para a geração de emprego e renda”, disse Cleber Mata, Secretário de Comunicação.

As linhas de crédito inéditas serão oferecidas por meio do Desenvolve SP – Banco do Empreendedor para financiar obras de modernização e aquisição de máquinas e equipamentos, assim como investimentos em energias renováveis, considerando que o segundo maior custo das emissoras é a energia. Ao adquirir equipamentos que permitem a geração da própria energia, as rádios e TVs economizarão com esse recurso a médio e longo prazo, possibilitando investimentos em outras frentes de maneira sustentável.

“Os meios de comunicação realizaram um dos trabalhos mais importantes no combate à pandemia. Sem comunicação eficiente, ágil e transparente, não teríamos conseguido realizar ações fundamentais como o isolamento social, a vacinação e o acesso a auxílio emergencial para empresas e pessoas. E neste momento de retomada, a informação continua sendo essencial para prosperarmos. Por isso, queremos garantir que veículos de todo o Estado possam investir em ampliação, modernização e projetos que tornem a informação ainda mais ampla e acessível”, afirma o Presidente do Desenvolve SP, Nelson de Souza.

“Essa iniciativa do Governo do Estado atende o anseio do setor por apoio para tornar possível a ampliação e modernização de suas estruturas, para oferecer um serviço de melhor qualidade à população”, afirmou Rodrigo Neves, presidente da AESP.

Condições vantajosas

Entre as principais vantagens dessa nova linha de crédito, estão as condições de pagamento, com prazo de até 120 meses para pagar e carência de até 36 meses para projetos de investimentos. Para máquinas e equipamentos, o prazo é de até 72 meses e a carência de até 12 meses.

As taxas de juros foram reduzidas de 7 para 6,5% , para a Linha Financiamento ao Investimento Paulista, e de 6,5% para 6%, para a Linha Economia Verde. Na Linha Financiamento ao Investimento Paulista, podem ser financiados projetos de modernização, máquinas, equipamentos e taxa de conversão de AM para FM. Já na Linha Economia Verde, estão previstas a possibilidade de aquisição e instalação de equipamentos para melhoria da eficiência energética e para produção de energia renovável.

Não é necessário realizar abertura de conta e é permitida a contratação de fundos para a composição de garantias. Todo o processo que envolve a simulação de crédito, solicitação e acompanhamento será feito de forma totalmente online.

Como solicitar

As emissoras de rádio e TVs interessadas em obter a linha de crédito devem estar instaladas no estado de São Paulo e com as suas obrigações fiscais em dia. O faturamento anual das empresas deve ser de até R$ 300 milhões.

Para obter o financiamento – que pode chegar até R$ 30 milhões – as emissoras devem apresentar um projeto de investimento detalhado, com informações precisas e consolidadas. O Desenvolve SP disponibiliza no site desenvolvesp.com.br os modelos de roteiros e as tabelas sugeridas a serem preenchidas para o pedido de crédito.

Balanço

A primeira linha de financiamento destinada exclusivamente para as emissoras de rádio e TVs pelo Desenvolve SP foi aberta em 2019 e teve adesão de 33 empresas, das quais 27 já obtiveram um crédito total de R$ 11,9 milhões. As outras seis emissoras estão com a solicitação em andamento e crédito total previsto de mais de R$ 2,7 milhões.