A Tribuna | Santos - Pág. A02 - 19/03/2013

Adeus ao velho

Por Milton Luiz de Melo Santos – economista e presidente da Desenvolve SP

A movimentação de contêineres realizada por caminhões no Porto de Santos é uma operação necessária, porém complexa e delicada. O crescimento do Porto nos últimos anos, que segundo a Companhia Docas, registrou, só em 2012, um aumento de 7,6% no embarque e desembarque de cargas, fez com que o número de caminhões que prestam esse serviço na região chegasse a mais de 6.000 veículos, contando só os autônomos, segundo estimativa do Sindicato dos Caminhoneiros (Sindicam-Santos).

Como a distância percorrida pela maioria desses caminhões é relativamente baixa, muitos estão em atividade há mais de 30 anos. Segundo dados do Detran paulista, um em cada três caminhões que circulam no Estado estão nessas condições. Só na região da Baixada Santista há cerca de 1.000 caminhões com idade avançada fazendo o trabalho de deslocamento de contêineres.

Leia o artigo na íntegra.