O que são fundos?

Fundos de Investimento em Participação (FIPs) são instrumentos financeiros criados para facilitar a injeção de capital de terceiros em empresas caracterizadas por seu forte potencial de crescimento.  Por meio dos fundos, investidores com interesses comuns podem alocar parte de seus recursos em uma mesma estratégia para obtenção de retorno financeiro.

Essa estratégia de retorno baseia-se na compra e venda de participação societária de empresas. Não se trata, portanto, de um modelo de dívida/financiamento, mas sim de um modelo de venda de participação. Na prática, o Fundo de Investimento injeta recursos para se tornar sócio de uma empresa, porque enxerga nela potencial de crescimento bem acima da média de mercado.

No futuro, a intenção do Fundo é vender sua participação na empresa, geralmente para um terceiro, visando obter retorno na diferença entre o preço de compra e de venda da participação societária adquirida na empresa investida.

No Brasil, todos os Fundos de Investimento são regulados pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários). Por lei, todo Fundo possui um Administrador Responsável, profissional que se atenta às normas reguladoras. Também é importante ressaltar a figura do Gestor do fundo, que recomenda a seus investidores quais empresas deverão receber recursos a partir de uma determinada estratégia de investimento e que irá acompanhar a vida da empresa até o final da sociedade formada, criando valor tanto para os investidores como para a empresa investida.